Pra inspirar: Jane Birkin

por Alexia Chlamtac

Taí alguém que eu nunca tive curiosidade de pesquisar sobre, ver fotos, me interessar pelo estilo. Todos sempre falam de Jane Birkin, a atriz e cantora inglesa que inspirou a famosa bolsa Birkin, da Hermès. Foi casada três vezes, e entre seus maridos está Serge Gainsbourg, cantor e ex-namorado de Brigitte Bardot, e pai da filha do meio de Jane, a atriz e cantora Charlotte Gainsbourg. Jane virou ícone de estilo e não sem merecer (muito!). 

Estava lendo o blog da Julia Faria (é ótimo, um dos meus preferidos no momento!) e todo dia, durante 10 dias, ela subiu um “top 10” de 10 editores de moda. O do último sábado, era sobre os ícones que inspiravam os editores. Susana Barbosa, diretora de moda da Elle, elegeu Jane Birkin como sua inspiração. Resolvi deixar a preguiça de lado e “dar um google” na moça.

Surpresa. Foi essa a sensação. Precisei sair do “Google Images”, procurar em sites e mais sites para ter certeza do que eu estava vendo, que aquela era realmente Jane Birkin. Esperava uma moça elegante e ponto. Não. Jane Birkin é atual, é atemporal. Dona de uma beleza estonteante. Não a beleza simétrica dos livros de arte, a beleza perfeita, mas uma beleza hipnotizante. Jane tem grandes olhos azuis esverdeados (tinha, com a idade -ou plásticas- eles estão menores) e um olhar profundo que assusta, mas também fascina. Dica: os cílios marcados, tais como os da modelo Twiggy, são graças a pequenos riscos fininhos feitos, na pele, com lápis preto. Como se os cílios fossem desenhados na pele. 

Jane parecia à frente de sua época, na maneira despojada que vivia. Com um estilo moderno e descomplicado, a atriz encantou a todos (e continua encantando -tô aqui pra provar). Usava muitas peças com comprimento mini e uma espécie de cesta de palha que era usada como bolsa em todos os eventos em que ela ia. A franja também era “item indispensável”.

Conseguia ser sexy e elegante ao mesmo tempo, era leve e despojada. Acima de tudo, o estilo de Jane Birkin nos anos 60/70 era (e continua sendo) acessível a todas nós. E a partir de hoje, Jane é meu ícone da moda!

Anúncios