Minimalismo

por Alexia Chlamtac

Pouco tempo após o bafafá inicial em torno do color block, percebi algo que talvez não tenha o menor sentido, algo como uma mudança radical de construção. Explicando: mini, estampa, mix de estampa, todos estão desaparecendo de repente.
Creio que o color blocking tenha sido o primeiro passo para o retorno do minimalismo, tiraram as estampas, mas deixaram o colorido, o próximo passo (já visto em muitas passarelas) talvez seja tirar o colorido. As silhuetas estão mais retas, simples, com menor “bagunça” visual. Não que vá acontecer na próxima estação, mas já ouvi dizer que o inverno de 2012 vai ter a volta do grunge, dos anos 90 e se me lembro bem, foi a década do minimalismo. Talvez a minha observação não seja tão absurda assim!

O minimalismo dos anos 90 foi uma tentativa de consertar todo o excesso da década anterior. A busca da estética funcional, austera, refinada, atemporal. Cores sóbrias, formas “masculinizadas”, o foco passou a ser o corte perfeito ou quem estava usando. Peças básicas com corte de alfaiataria, tudo muito clássico e elegante. As roupas foram intelectualizadas. Jil Sander, Calvin Klein e Helmut Lang se destacaram na cena fashion da época.
Depois da profusão de informações que passamos e ainda estamos passando, acredito que o próximo passo seja o retorno do minimalismo, mas é só uma opinião pessoal baseada no que tenho visto.

Anúncios