Dona Edite, um novo lugar para compras

por Alexia Chlamtac

No workshop com a Alexandra Farah, eu descobri o Guga, que trabalhava com ela. Hoje, ele tem um site de compras, a Dona Edite. Semana passada, mandei e-mail pro Guga atrás de informações para desenvolver um post contando mais sobre o site que tem uma seleção incrível de peças e muitas utilidades para o mundo feminino.

Eu fiz algumas perguntas para usar como base para o post, mas confesso que fiquei um pouco atônita com as respostas do Guga, tudo tão completinho, que resolvi compartilhar as respostas dele com vocês.

Alexia: Como surgiu o site/da onde veio a ideia?
Guga: O site foi idealizado pela Aline Mori, empresária, e nasceu da ideia de que hoje, com o acesso muito mais fácil às informações de moda, tendências, coleções e novidades, existia uma ponte muito grande entre vontades e produtos.
A Dona Edite surgiu com a proposta de aproximar um pouco as consumidoras super bem informadas, que acompanham todos os blogs e sites de moda (e que tem os seus próprios), que olham mil ideias e tendências mas não conseguem chegar a produtos com informação de moda e com preços mais baratos, como a gente vê tanto no fast-fashion internacional. À isso a gente juntou outras questões importantes, decisivas para fechar o formato do Dona Edite: consumidoras que estão fora do eixo SP-RJ, que enfrentam ainda mais dificuldades para achar esse tipo de produto, o sucesso da combinação loja e conteúdo relevante de moda e consultoria, o rumo que o e-commerce de moda teve no Brasil e no mundo, sendo uma das principais atividades de venda online hoje.
Outro ponto em que a gente presta muita atenção é também na apresentação das peças. Não é suficiente, pra gente, apenas mostrar o produto mas envolve-lo em uma história, relacionar com tendências nacionais e internacionais, sugerir combinações e jeitos de usar, daí a ideia de ter, para todos os produtos, mini-editoriais que misturam modelos e meninas da vida real para deixar a experiencia de compra mais completa sabe?
Com tudo isso borbulhando na nossa cabeça, a gente chegou a esse formato de blog-loja, com peças selecionadas entre marcas mais famosas e peças garimpadas em confecções e fabricantes com preços mais baixinhos.

A: O motivo do nome/como surgiu
G: A gente quebrou um pouco a cabeça até chegar no nome, mas achamos legal a ideia de edição, de levar para o nome a importância, no nosso caso, da seleção das peças mais “do momento” entre as nossas duas fontes principais: grifes e confecções menores. E aí virou Dona Edite para também desenvolver a interface e o design do site em torno de uma personagem carismática, que fugisse um pouco da “antipatia fashion” que a gente vê tanto por aí!

A: Vocês entregam para o Brasil todo?
G: Entregamos no Brasil todo e compras acima de R$ 200 tem frete grátis!

A: Quais novidades estão pra chegar no site
G: Com esses primeiros meses de experiência a gente percebeu a importância de peças super antenadas e com informação de moda fresquinha com preços bons, essa parte se expande agora para o verão. E os acessórios devem ganhar mais importância também, tivemos poucas peças à venda como teste mas a resposta foi super boa e deve ganhar mais novidades nas próximas semanas.
A seleção de produtos do site é incrível e bem diversificada, conta com roupas, maquiagens, acessórios, acessórios de beleza. Além disso, conforme o Guga falou na nossa “entrevista”, a “imagem” é importante pra eles e eu NUNCA vi um site de compras com imagem tão “cool”  e o mais interessante é a pegada informativa, os editoriais. Todo o capricho, carinho e atenção dado ao site. Você vê que existe, sim, uma preocupação por de trás daquilo tudo e é isso o que conquista cada vez mais compradoras.
Imagens: Divulgação
E sendo bem sincera, morro de vontade apertar a Dona Edite, ela podia ser real!!! hahahaha ❤
Anúncios