De dentro pra fora: a importância da lingerie

por Alexia Chlamtac

Recentemente, escrevi sobre a história da lingerie. Agora vou falar sobre a importância dela, o que acaba sendo um pouquinho mais complexo, nada grave haha. .

Muitas mulheres acham que entrar na Victoria’s Secret da próxima esquina Miami  irá transforma-las na próxima Angelina Jolie e que daí pra frente, todos os homens vão querer algo com elas. Bom, talvez até funcione, mas a lingerie não está associada somente a sexualidade, vai muito além.

A lingerie é questão de auto-estima também. Caso você esteja mal com o seu corpo, provavelmente vá usar uma calcinha velha, um sutiã velho, junto com um pijama velho. Ok, é confortável, mas conforto da calcinha velha não aumenta o seu ego nem leva o Brad Pitt pra sua cama, gata. Vai me dizer que você não usa calcinha velha, Alexia? Não, hehe, mas a blogueira aqui não tem a auto estima tão alta assim. Enfim, também não quer dizer que você tenha que andar com um fio de strass inserido na sua bunda, se não gostar, é claro, hehe. O importante não lingerie não é o tamanho, a cor ou o formato, no caso do ego, é fazer com que você se sinta bonita, sensual, amada e confortável também, haha.

Muitos dizem que a nossa beleza vem de dentro, certo? Com o look é a mesma coisa, a beleza vem de “dentro”. Começa pela lingerie, que deve ter o caimento certo. Como eu disse no parágrafo anterior, a lingerie serve pra te deixar bonita, então colocar uma calcinha dois tamanhos menores só vai ter um resultado: marcar todas as imperfeições que você odeia e as que você nem conhece também. Além de evidenciar as imperfeições do seu corpo -todas temos imperfeições- calcinhas muito estreitas e  muito apertadas, marcam o seu corpo. A maioria das mulheres da atualidade possuem uma “divisão” que facilita a existência dos pneuzinhos e ajuda na formação de celulites #prontofalei. Essa divisão é causada por calças jeans muito baixas e muito apertadas associadas a calcinhas muito baixas e muito apertadas. Aquelas calcinhas sem costura ou sem elástico são uma opção melhor para a saúde do seu corpo. E respeitar a sua cintura é uma boa também, ela já ta ali, marcadinha, vamos respeitar a coitada, né gente? -Tô trabalhando nisso, cintura alta não quer dizer falta de sensualidade-. O mesmo vale para o sutiã, colocar um sutien menor ou maior do que os seus seios, vai ser desconfortável, e pode causar “defeitos” no formato deles. Ninguém precisa saber que aquilo ali é fake, mas a sua consciência já vai ser responsável por derrubar a sua felicidade. Na hora de se vestir, você deve escolher uma lingerie que se adeque ao look selecionado para a ocasião, ou seja, uma lingerie que deixe o look ainda mais bonito. De nada adianta colocar uma saia adesiva com uma calcinha de babados, entendem? A calcinha velha não vai segurar tudo no lugar como deveria então vai jogar seu ego e seu look no chão. Mais um motivo para não sair com a calcinha velha? Digamos que você resolve ir ao trabalho com a tal calcinha, afinal você está indo para o trabalho, tenha certeza que será nesse dia que vai rolar um after com o bofe que você estava de olho. “Alexia, eu sou casada/tenho namorado/noivo, tô nem aí pra isso”, hãm, vai que ele passa no trabalho e te sequestra pra algum lugar? “Nós já estamos casados”, começa a usar a calcinha velha que ele arruma outra. Ok, parei. Os motivos anteriores servem também para combinação, todo sutien deve ter 7 calcinhas que combinem com ele, segundo Nina Garcia. Um dia eu chego lá hahaha.

Enfim, a lingerie valoriza o seu ego, o seu corpo, mantêm casamentos e mais uma série de coisas. Vale a pena investir tempo e dinheiro na hora de adquirir, e que fique claro, tempo vale mais do que dinheiro nesse caso.

Anúncios