Apertem os cintos!

por Alexia Chlamtac

Como eu os odiava, mas as minhas opiniões mudam a todo momento. Há alguns meses, comecei a simpatizar com esses menininhos. Prefiro os fininhos, me remetem um ar um pouco mais clássico e controle. Sim, controle, afinal quem está no comando da sua silhueta neste momento?? Pois é, os cintos.

Creio que meu problema com os cintos é quando eles assumem a função de segurar um short/calça/saia. Acho esquisitérrimo, horrível. Porém, a moda do momento é usar o cinto como um charme, uma peça que vai acinturar um pouquinho. Ele não tá ali trabalhando como agulha e linha e/ou alfinete. A função é te deixar mais bonita e talvez, até mais confiante. Cintos, como peça de “embelezamento”, sempre acho que a mulher que está usando um cinto na cintura (jura, Alexia?), é confiante e segura.

Estava pensando em shape, cinto, essa coisa toda. Se o papel do cinto, atualmente, é “acinturar”, por que ele fica tão estranho em pessoas “sem cintura”? Logo em seguida, me fiz outra pergunta, por que pessoas mais fofinhas ficam tão esquisitas usando cinto?Pensei, repensei, pensei mais um pouco e não cheguei a conclusão nenhuma. Cheguei a uma semi-conclusão, se é que isso existe, ou talvez uma semi-tese. Vou parar de enrolar e tentar desenvolver o raciocínio. O problema não é o cinto ou o corpo da pessoa, mas como ele é usado. Nos últimos anos, vejo que além da moda plus size estar ganhando mais atenção, as meninas estão começando a se interessar um pouco mais por moda, mas ainda vejo absurdos que me dão agonia e por isso, serão citados aqui (só alguns). Odeio ver alguém que está um pouco “fora de forma” com gordurinhas de fora, você deve sim assumir o seu gorpo, mas gordurinhas de fora não são bonitas. Não estou falando que só porque você passou uns quilinhos deva usar calças e blusas de manga comprida. O que quero dizer é que cada um deve respeitar o seu corpo. Não adianta você vestir G e comprar M e nem vestir P e comprar G, vai ficar fora de proporção. E quando falo de proporção, entro na parte dos cintos, se você coloca uma blusa colada com um cinto por cima “acinturando” e já não tem cintura, você só vai conseguir um resultado: chamar atenção pra sua “falta” de cintura e não conseguir disfarçar de jeito nenhum. O mesmo acontece com as mais fofinhas, colocam uma roupa apertada e um cinto por cima, achando que isso vai aparentar magreza. Não vai! Vai te fazer parecer um saco de batatas amarrado. Tem que balancear a imagem, ser crítica com o que você está vendo e o mais importante, sincera. Cintos são um acessório muito perigoso. Eles podem colaborar muito, mas também podem destruir a sua silhueta. Se você, colocar o cinto no quadril, vai chamar atenção para o seu quadril, portanto se você é possui muito recheio nessa região, fuja dessa opção. Você está inchada ou então, ta com panceps mesmo, aí coloca uma roupa soltinha (conforme sugerido algumas linhas acima) porém, aperta (já é errado!) o cinto na altura da cintura. Pronto, cometeu suicídio silhuetal (?)! Você  dividiu ao meio a sua barriga, chamou dez vezes mais atenção pra ela, quando na verdade, a intenção era esconder. O problema é na barriga? Coloca o cinto mais pra cima, nunca mais pra baixo, se colocar exatamente embaixo da barriga, fica pior ainda. Acho também, que se o sinto for um pouco mais largo (mas nem tão largo, algo mediano) e menos espesso (para não dar volume), ajuda. Você não pode olhar pra uma modelo e copiar exatamente aquilo. Primeiro: seu corpo é igual ao dela? E não pergunto só sobre peso, pergunto sobre o “formato” também. Provavelmente, não é (aquele corpinho é difícil). Só que isso não quer dizer que você não pode usar algo parecido. Imagens foram feitas para inspirar, não para copiar. Portanto, o cinto pode ficar bom na cintura da modelo e péssimo na sua, mas pode ficar ótimo um pouquinho mais pra cima ou pra baixo em você. É tudo uma questão de análise, analisar o seu corpo, a sua imagem, ver se gosta ou não, pesquisar, se inspirar. Agora, se você não concorda com nada disso que eu disse e se sente ótima fazendo tudo ao contrário? Siga em frente! O que importa é o que você acha, afinal quem vai usar é você! É apenas uma visão minha, o meu olhar. Nada do que eu disse aqui são regras.

Enfim, sem semi-teses agora. Os cintos voltaram com tudo, estão super na moda, sim. Fininhos, largos, em cima, embaixo, até como headband já tem gente usando. Os que mais vejo por aí (e os que mais gosto) são os que possuem textura, seja como glitter, tressê, onça com pelo (aquele mais grosso), e são bem fininhos. Dão bossa ao look. E se você, já está pensando em me xingar, porque eu sugeri que as mais “barrigudinhas” usassem cinto menos espessos e tô sugerindo cintos texturizados e finos, acalme-se, existem uns cintos muito lindos que são como faixas de couro, chamois, e mil outros materiais que funcionam super bem.

Antes que eu termine de tagarelar sobre cintos, sabe aqueles “nós” que dão nos cintos? Acho esquisito deixar a pontinha muito curta, além de ser esquisito, dá volume. Quanto a pontinha é maior, não foca a atenção na barriga e “alonga” ou “diminui” a barriga, ainda não cheguei a um semi-conclusão sobre isso, hahaha.

Então, no workshop do Dudu, tinham duas meninas usando cinto de uma maneira SUPER fofa, resolvi tirar foto, sabia que seria útil em algum momento da minha vida, hahaha.

Esse era o look da Carol. Ela tava super linda, o cinto tinha a tal textura que falei antes, não era exagerado, tava dentro da mesma “grade” de cor do short. Ficou super fofo e muito melhor melhor do que qualquer montação de revista.

Imaginem se a Roberta coloca o cinto mais pra cima? Ela possui busto, ia evidenciar bizarramente isso. Porém, ela colocou numa altura extremamente sensata. E a mistura de estampas poderia ter ficado péssima, mas não ficou linda. Aí você pensa: “Essa garota acabou de falar que o nó tem que ter a pontinha maior, aí a pontinha ta curta e ela colocou a foto mesmo assim”. Pois é, percebe que as bolinhas formam linhas verticais? Linhas verticais tendem a alongar a silhueta, portanto não altera muito a pontinha ser maior, talvez ficasse até estranho. É o que eu disse, tudo precisa ser analisado e nada do que eu digo aqui é regra, cada caso é um caso.

Observações que esqueci de fazer:

– Segundo li por aí (não é uma semi-conclusão minha, portanto quem não concordar, a culpa não é minha), cintos em tonalidades escuras tendem a “diminuir” o quadril.

– O cinto pode alongar ou encolher o tronco/pernas, depende da altura. Merece atenção!

– Cores que destoam muito, tendem a cortar a silhueta.

E antes que alguém pense que só tinham essas duas meninas usando cinto, mentira! Quase todas usavam, mas as duas, na minha opinião, estavam fazendo uso do acessório da melhor maneira.

Espero que gostem e vou evitar tagarelar tanto nos próximos posts, ok? hahahaha

 

Anúncios