Descobrindo novos produtos

por Alexia Chlamtac

Não sei se todas vocês sabem, mas eu estava viajando nas últimas duas semanas, depois de muita luta finalmente alguém (a.k.a. melhor amiga) conseguiu me arrastar para Disney. Pois bem, estava eu perdida no Prime Outlet (que agora é Premium International), logo depois de sair da Forever 21, huhuhu, quando passei por um quiosque e fui abordada por uma vendedora, tratei logo de despachar a moça, afinal de contas eu não aguentava mais ser abordada por vendedores mequetrefes tentando me vender falsificações, mas como todos eles, ela era muito insistente, disse que só ia me mostrar o creme e fazer um teste na minha pele, que eu não tinha nada a perder, ela estava certa, acabei indo com ela até o tal quiosque . Aí que pele nenhuma resiste a cheeseburger com batatas fritas no almoço e pizza no jantar todo dia, néam? Então vocês imaginam a situação da minha pele naquele momento em que fui abordada? A tal vendedora pegou um esfoliante que segundo ela, era maravilhoso, que a pele dela era o horrível e tinha melhorado com o tal esfoliante milagroso, ela fez um teste na parte interna do meu braço, e realmente, o negócio tinha funcionado. Porém, no momento eu não tinha pensado que a pele da parte interna do meu braço em nada se parece com a pele do meu rosto, enfim, isso não vem ao caso. Ela não precisou dizer mais nada, eu já estava convencida e ia levar o esfoliante, morrendo de receios, mas a situação tava tão catastrófica, que pior não tinha como ficar (ok, tinha e tinha como piorar muito, mas bloqueei esse tipo de pensamento naquele momento, o poder sedutor de passar o cartão mais uma vez foi bem maior, kkkk). Na hora em que ela estava pegando um esfoliante fechado pra mim, ela me avisou que junto eu ganhava um tônico (que cá entre nós, nunca entendi a função dos tônicos), bom, já que estava saindo “de graça”, não tinha porque recusar. Ela não sabia como passar o cartão e chamou a “gerente”, que tentou me convencer a levar um hidratante, por mais USD50,00 (aham, senta lá), mas o melhor foi ela tentar me convencer dizendo que eu era “a cara da Angelina Jolie”, só conseguia pensar “coitada da Angelina”.

Enfim, cheguei no hotel e a primeira coisa que eu queria fazer era testar o esfoliante, minha pele estava uma meleca, precisava dar um jeito nela, eu já estava convencida que tinha cometido a maior burrada da viagem ao comprar o tal esfoliante, mas tinha que testar. Ok, quase cai morta no chão, o bicho funcionava mesmo, não que tenha feito algum milagre, mas a minha pele estava lisinha como de costume. Eu nunca tinha me acertado com esfoliante nenhum, acreditem, já testei uns quinhentos que depois de três tentativas vão parar no fundo de algum armário, eu tento por uma semana, não funciona, espero e tento de novo um tempo depois, não tento só por três dias, ok? hahahah são três tentativas de uma semana, enfim, esse já funcionou de cara na primeira tentativa.

Quando a vendedora disse que era tudo orgânico e blablablá, nem dei atenção, nunca acreditei nessas coisas, mas ele realmente tem uma “consistência” diferente, os folículos esfoliantes (?) são maiores, o “creme” é mais grosso, parece creme de spa, sabem? hahahaha. Foram os dólares mais bem gastos em toda a viagem (depois da minha câmera, é claro).

Ah, quase que esqueço de dizer a marca, né? hihihi GRATiAE, eu paguei uns USD60,00 com taxa. Vale muito a pena!!! De verdade!

 

Não tem foto por enquanto, porque a minha mãe fez o favor de sumir com o cabo da câmera e com todos os meus outros cabos também, assim que eu achar, coloco foto aqui, ok?

Anúncios