Fashion Lover

por Alexia Chlamtac

I’m a fashion lover. I’m a fashion addict. A moda pra mim é mais do que a tendência que será lançada na próxima semana de moda. Vai além de promoções e compras. A moda é minha vida. Já neguei isso por muito tempo, medo de ser julgada como fútil. O mundo ainda não aceita que o mercado de trabalho envolvido com a moda é como outro qualquer, tão árduo como o de um advogado. Para 90% do mundo, moda é sinônimo de futilidade.

Pois bem, para mim, moda é um dos trabalhos mais difíceis. Você não pode resolver um problema consultando um livro, resolvendo cálculos. Muita coisa vem da sua criatividade, seu potencial é posto em jogo assim que sua criatividade começa a limitar-se. Seu futuro passa a estar em risco e isso é preocupante. O mercado de trabalho é complicado, disputas acirradas por cargos, você precisa lutar, dar a cara a tapa. Quem achar que trabalhando com moda vai ganhar horrores logo no primeiro trabalho, ta mais do que enganado. Essa é uma carreira onde você tem que aceitar o que for lhe dado e agarrar com paixão, é fazer tudo com amor e diferencial. Fazer sem esperar remunerações em troca. Não to dizendo para alguém trabalhar de graça, não. Também acho que o trabalho do fashionista deva ser valorizado. Mas é importante que todos entendam que na moda, assim como em qualquer outro meio, você precisa suar muito até conseguir o que quer, você não pode esperar grandes remunerações de primeira.

O blog na minha vida, não é apenas a função de tentar um trabalho, é mais do que isso, é muito mais. O blog significa a possibilidade de estar informando pessoas, dividindo com desconhecidos as minhas novas descobertas. É a tentativa de fazer com que mais pessoas se interessem por esse mundo. A vontade de procurar novas coisas para mostrar aqui é assustadora, exorbitante.

A moda na minha vida não está apenas em revistas. Encontro moda em livros históricos, romances, filmes, fotografia. A moda é o conjunto da obra, a preocupação com a imagem, a junção da cultura com a estética, o comportamento, a educação das pessoas. Moda é economia, política (mais do que muitos imaginam), é geografia, biologia, química, física, matemática. É inglês, francês, italiano, japonês, espanhol e até português. É argumento, persuasão, definição, concentração, dedicação. Vai muito além do consumismo desenfreado e da futilidade. O problema da grande massa é achar que qualquer fashion lover é também fashion victim, a diferença é absurda.

À todos que acham que homem gostar de moda é sinônimo de ser gay, eu digo: é sinônimo de se preocupar com a imagem, com a estética, não tem a menor relação com opção sexual. E mais uma coisa que deve ser respeitada, a opção sexual de cada um.

Ser fashion lover é encarar o preconceito de cabeça erguida e provar que você não é uma afetada sem cérebro. É apaixonar-se pelo glamour, mas saber que ele não é a realidade de sempre. É saber que para alcançar aquele glamour todo, precisa sofrer muito. Ser fashion lover é mais que amar apenas peças e tendências, é se interessar pela história daquilo ali, é querer entender os processos. A moda me comove, me emociona, me causa excitação, frenesi, devoção. Assumo com um sorriso no rosto, que respiro moda, é minha fonte de alimentação. Assumo com felicidade que os detalhes, os cuidados e todo esse suor me encantam. E que sem a beleza e o exotismo fashion, minha vida não teria o menor sentido!

 

Anúncios